Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Diversos

Intensidade do El Niño pode variar de moderada a forte nos próximos meses, prevê Inmet

Por: REDAÇÃO PORTAL

Foto: Com impactos climáticos diferentes em cada região do País, o El Niño contribui para uma atmosfera mais aquecida, o que serve de combustível para chuvas de verão em forma de pancadas. Foto:

15/09/2023
    Compartilhe:

Veja como é formado e quais os impactos do El Niño no vídeo.

 

Nas próximas estações (primavera e verão), a intensidade do fenômeno El Niño deve variar de moderada a forte, conforme prevê a maioria dos modelos climáticos analisados pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

No entanto, vale destacar os modelos também apresentam divergências. “A discordância está na intensidade do El Niño nos próximos meses. Diante disso, a incerteza nos modelos torna crucial o monitoramento contínuo do fenômeno e os possíveis impactos em diferentes regiões do Brasil”, afirma o agrometeorologista Cleverson Freitas.

Com impactos climáticos diferentes em cada região do País, o El Niño contribui para uma atmosfera mais aquecida, o que serve de combustível para chuvas de verão em forma de pancadas. Além disso, as correntes polares tendem a enfraquecer, reduzindo o risco de geadas durante o inverno.

Nas regiões Norte e Nordeste, a tendência é de seca mais severa e aumento dos focos de incêndio. Já nas regiões Centro-Oeste e Sudeste, ocorre o aumento das temperaturas médias e irregularidade nas chuvas. Por fim, no Sul do Brasil, as chuvas ficam acima da média, especialmente durante a primavera e o verão, o que pode levar a enchentes e deslizamentos de terra.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook