Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Esporte

Secretaria de Esportes e CBF firmam projeto que vai beneficiar 240 crianças no Recife

Por: REDAÇÃO PORTAL
Termo de compromisso foi assinado hoje (2), no Rio de Janeiro, e será iniciado apenas com a redução de números da pandemia

Foto: Thaís Magalhães/CBF

03/03/2021
    Compartilhe:

O projeto Gol do Brasil, um dos programas inseridos no braço social da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), vai beneficiar 240 crianças de várias regiões do Recife. A assinatura dos termos de compromisso para o programa ocorreu em reunião nesta terça-feira (2), com presença do presidente da CBF, Rogério Caboclo, do secretário-geral da CBF, Walter Feldman, do secretário de Esportes do Recife, Rodrigo Coutinho, e o executivo de Esportes do Recife, Gabriel Perrusi, do presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, e do presidente da Câmara do Recife, Romerinho Jatobá. Os termos representam o convênio entre as cidades e a entidade para a realização do programa.

O Gol do Brasil vai atender 240 crianças em situação de vulnerabilidade social, em um período de 12 meses, em diversas áreas da cidade. O projeto só será iniciado quando os números da pandemia estiverem em curva decrescente, em acordo com as medidas restritivas do Estado. As inscrições já foram feitas em seleção no início do ano passado, e as aulas ocorrerão nos turnos da manhã e tarde.

Além de jogar futebol, os jovens vão aprender em aulas teóricas valores propagados pelo projeto, como as dez habilidades para a vida, estabelecidas pela ONU: autoconhecimento, resolução de problemas, tomada de decisão, pensamento criativo, relacionamento interpessoal, comunicação eficaz, empatia, lidar com sentimentos, lidar com estresse e pensamento crítico.

"O futebol nas comunidades, conhecido como futebol de várzea, é um espaço onde muitos talentos são revelados. Nosso maior propósito é reduzir a desigualdade social e educar pelo esporte, disciplinar e dar oportunidades", disse o secretário de esportes, Rodrigo Coutinho. O projeto Gol do Brasil terá a duração de 12 meses na capital e pode ser renovado. Já o presidente da FPF, acredita no esporte como ferramenta de transformação. "O papel de resgatar esses jovens é, também, projetar uma vida nova para suas famílias e comunidade", comentou Evandro Carvalho.

A CBF é responsável por qualificar os instrutores com a Licença S da CBF Academy, voltada para projetos sociais, além de realizar todo o acompanhamento anual das atividades desempenhadas pelo Gol do Brasil e também fornecer o material para as aulas. A Secretaria de Esportes disponibiliza o espaço de treinos e profissionais, e a Federação Pernambucana de Futebol a articulação com times locais e nacionais para revelação de talentos.

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook