Carregando
Recife Ao Vivo

CBN Recife

00:00
00:00
Diversos

Vale inicia testes em planta de briquete “verde” no Espírito Santo

Por: REDAÇÃO PORTAL
“Este é um momento histórico para a siderurgia”, explica o presidente da Vale

Foto: o briquete é um produto aglomerado aplicável em altos-fornos e fornos de redução direta. Foto:: Brasil 61

04/09/2023
    Compartilhe:

A Vale iniciou os testes com carga na primeira planta de briquete de minério de ferro, na Unidade Tubarão, em Vitória (ES). Com tecnologia inovadora desenvolvida pela Vale, o briquete é um produto aglomerado aplicável em altos-fornos e fornos de redução direta, que contribuem para a redução de emissões na cadeia produtiva do aço. 

“Este é um momento histórico para a siderurgia”, explica o presidente da Vale, Eduardo Bartolomeo. “Depois de vários anos de desenvolvimento no Brasil, estamos oferecendo um produto inovador que vai apoiar nossos clientes no desafio de promover a descarbonização de suas operações, atendendo às demandas da sociedade na luta contra as mudanças climáticas”.

Os testes com carga fazem parte do esquema de comissionamento da planta e são uma das últimas etapas antes do início da produção. O start-up da primeira planta de briquete em Tubarão está previsto para ocorrer até o fim de 2023. A segunda planta está em fase final de construção e tem start-up previsto para início de 2024. As duas unidades combinadas terão capacidade produtiva de 6 milhões de toneladas de briquetes por ano.

A Vale tem expectativa de aumentar sua produção de produtos aglomerados como briquetes e pelotas de minério de ferro nos próximos anos, com potencial para atingir uma produção de aproximadamente 100 milhões de toneladas após 2030.

A produção dos briquetes de minério de ferro é parte da estratégia da empresa de reduzir em 15% as suas emissões de escopo 3, relativas à cadeia de valor, até 2035. A empresa também busca reduzir suas emissões líquidas de carbono diretas e indiretas (escopos 1 e 2) em 33% até 2030, como primeiro passo para se tornar uma empresa carbono zero em 2050.



*Com informações de Brasil 61

Notícias Relacionadas

Comente com o Facebook